• Joana Bicalho

O que o mundo Web tem de novidade para empresários?

Atualizado: Out 14



Hoje é quase impossível ter destaque no mercado com uma empresa que não tenha site ou qualquer outra presença digital. Mal consigo lembrar como eram as coisas antes da integração com o digital, você lembra?


O que é o mundo web?


O conceito do mundo web se iniciou com a possibilidade de enviar documentos de mídia através de computadores. A princípio, era tudo muito simples como um telegrama enviado quase que instantaneamente, mas ao longo do tempo uma conexão tão simples se desenvolveu em uma gigante rede de relações e informações que deixou de apenas compartilhar mídia diretamente para pessoas e passou a gerar dados compartilhados com o mundo todo através dos chamados sites e mais recentemente aplicativos.


Como o mundo web evoluiu ao longo dos anos?


Bom, a maneira como interagimos com os sites, aplicativos e outras ferramentas digitais mudou muito desde o seu surgimento. No início de sua implementação com a Web 1.0, os sites costumavam ser estáticos e com uma estética bem chapada que na época parecia incrível só de existir, mas hoje sabemos o quanto poderia ter sido melhor. Então, atualmente, esse tipo de site, app ou interação é a última coisa que queremos para nossos consumidores, principalmente por ser uma via de mão única, impossibilitando qualquer interação.



Imagem: Um dos primeiros layouts do site Yahoo antes da introdução do CSS3.



A quebra desse paradigma, na web 2.0, veio com a possibilidade de interação direta do consumidor, pois nesse momento era possível deixar comentários, impressões e reclamações nos sites, blogs e outras ferramentas web. Dessa forma, era possível conhecer melhor o consumidor, o que na verdade, segundo o criador do world wide web, Tim Berners-Lee, já era a intenção desde o começo da criação da Web, mas que não foi alcançada em um primeiro momento como relação pessoa para pessoa.



Imagem: Msn com um layout elaborado, sendo um site de blog a princípio.



E quando pensamos que não dava para melhorar, inicia-se a era da web 3.0. Nesse momento, período no qual já estamos habituados, a Web faz as coisas por nós. O aparato tecnológico parte de ser padronizado a ser totalmente personalizado e pensado para cada tipo de consumidor. Uma maravilha, não?!



Imagem: O Facebook foi um dos primeiros sites que adaptou sua tecnologia aos gostos e hábitos do consumidor.



Mas é no período atual que as coisas realmente começam a ficar interessantes e nos perguntamos:


Do que se trata a Web 4.0?


A Web 4.0, seguindo a lógica do Marketing 4.0 de Kotler, precisa ser bem mais personalizada, independente, social e inteligente. Por isso que esse momento de transição em que nos encontramos tem como destaque a utilização dos dados para transformar as performances e criar KPIs mais assertivos. Os dados passaram a ser a real riqueza dentro de uma empresa.


E, enfim, chegamos à era do Big Data, o momento em que temos tanta informação acumulada em nossos bancos de dados que é humanamente impossível administrar tudo isso por conta própria. E para nossa sorte, os avanços de tecnologias independentes e das linguagens de computador transformaram nossas análises ainda mais velozes.


Segundo a Profª Drª Lúcia Santaella, a Web 4.0 “diz respeito às novas emergências atuais, big data, computação na nuvem e inteligência artificial. A web 4.0 é a web dos algoritmos que estão rastreando tudo o que a gente posta nas redes. A inteligência artificial profunda é aquela que está desenvolvendo robótica e algoritmos capazes de aprendizagem e que estão começando a realizar tarefas cognitivas que só o ser humano foi capaz de realizar.” (ABCIBER – FACOM/UFJF, 2019)



O que nos aguarda nessa nova era digital?


A maioria das grandes empresas, estas com quantidades infinitas de dados, já possuem equipes inteiras de dados e são baseadas em uma cultura data driven. Dessa forma, tomam todas as decisões dentro da empresa baseadas em estatística e probabilidade. Criam pipelines lógicas onde fazem a coleta dos dados, o tratamento e transformam todas as informações em insights para a tomada de decisão.



A nova era digital é data. A web 4.0 é inteligência artificial.




Referências:


Jon Brodkin. «Web 2.0: Buzzword, or Internet revolution?» (em inglês). Consultado em 4 de junho de 2007. Arquivado do original em 3 de junho de 2007


Berners-Lee, Tim; Connolly, Daniel (1993). «Hypertext Markup Language: A Representation of Textual Information and MetaInformation for Retrieval and Interchange»


4 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo