• Joana Bicalho

Coolhunting e Consumer Insights

Atualizado: há 5 dias


Como as novas tendências podem mudar o mundo? Coolhunting e Consumer Insights.


A velocidade do novo século trouxe consigo a necessidade de uma mudança de tendências de maneira imediata. Assim, tudo o que é “novo” mal sai do papel e já tem data de validade. Quantas vezes não vimos algo sair de moda em um estalar de dedos?


A procura por novas tendências passou a ser um mercado fervente e uma necessidade instantânea, pois são elas que mudam o cenário, trazem um buzz e empolgação. E por isso hoje existe uma função no mercado de trabalho que tem como propósito exclusivamente procurar coisas novas (e legais). Falo do Coolhunter.


O que é definitivamente o Coolhunting?


Na visão de Gladwell, coolhunting é apenas uma coleção de observações espontâneas e prognósticos que diferem de um momento para o outro e de um coolhunter para outro. Dessa forma, a profissão não apenas encontra quem/o que é diferente, mas deve ser capaz de dizer quando aquilo que é diferente representa alguma coisa verdadeiramente cool.


Considerando que a profissão é nova, ainda não existem técnicas específicas de como realizá-la, ao menos não com fundo acadêmico. Existem alguns cursos no exterior que se assemelham com a ideia de caçar tendências, mas o mais próximo disso no Brasil são cursos de inovação, design ou arquitetura que por si só acabam ajudando a identificar tendências, porém não de maneira objetiva.


Em união com a descoberta de novas tendências precisamos compreender onde aplicá-las ou projetá-las e quando (para isso também é interessante entender como mapear estrategicamente os caminhos que podem ser tomados a partir da descoberta) . Por esse motivo, o fator de encontrar algo cool é acompanhado do entendimento do público, dos consumidores, através dos chamados consumer insights. Basicamente se trata de uma ferramenta que utiliza dados para detalhar os gostos dos consumidores de acordo com o que vem acontecendo no mundo, socioculturalmente falando.


Onde posso aplicar o Coolhunting?


Para o coolhunting não existem de fato barreiras de aplicação, já que é uma habilidade utilizada para encontrar o que é novidade, mas geralmente é mais lembrada no campo criativo como design, culinária e moda.



Não entendeu muito bem o que o coolhunter faz? Deixa eu tentar exemplificar.


Pense em uma época um pouco antes do smartphone existir. Os celulares não eram tão interativos, nem tão rápidos ou interessantes, possuíam apenas uma função (e às vezes tinham um joguinho ou outro). O surgimento do primeiro smartphone, seguindo a lógica acelerada da época, foi logo identificado com uma novidade quente antes mesmo de seu lançamento, além de ter a cara da sociedade daquele momento, já que se tratava de uma era tecnológica onde as coisas começaram a surgir de maneira mais instantânea. O smartphone era tão cool que até os mais famosos influenciadores do mundo usavam, foi uma febre. Você conhece alguém que ainda usa um celular de teclinhas? Tá, pode até conhecer, mas tenho certeza que não são muitos. E no final das contas, o smartphone ainda está presente, mas agora com algumas pequenas alterações.



O que eu quero dizer é: Algumas tendências, quando bem identificadas e exploradas, podem mudar o mundo.



GLADWELL, Malcolm. The coolhunt. The New Yorker. 17 mar. 1997. Disponível em: <http://www.gladwell.com/1997/1997_03_17_a_cool.htm>. Acesso em: 22 jul 2004.


7 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo