• Joana Bicalho

O que é um plano de negócios e como montar o seu

Atualizado: 12 de abr.

Dicas para a estruturação do seu negócio e garantia de bons hábitos de venda.


O Plano de Negócios é extremamente essencial para a construção do seu negócio. Com ele, você poderá ter uma ampla noção sobre o seu mercado e o comportamento dele, e dessa forma, poderá moldar desde a linguagem que sua empresa irá utilizar, até mesmo o melhor ponto para estabelecer seu negócio e a melhor forma de comercializar seu produto.


Em outras palavras, o Plano de Negócios é a "Bíblia" do seu empreendimento. Todas as ações da sua empresa serão pautadas nele, e para confeccioná-lo cabe ao empresário fazer uma série de atividades e pesquisas específicas sobre o seu tipo de negócio.


Entender a situação do mercado é se preparar para lidar com os desafios e oportunidades que ele pode oferecer. Para compreendê-lo melhor, bem como a sua empresa, a primeira etapa do Plano de Negócios é o planejamento estratégico.


Abaixo exploraremos mais o que é o Planejamento Estratégico dentro do plano de negócios e qual melhor prática de construção.



PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DENTRO DO PLANO DE NEGÓCIOS


Como falamos, o planejamento estratégico é o primeiro passo para a construção de um bom Plano de Negócios. Isso se dá porque o planejamento estratégico é o processo onde será definido o caminho que a organização seguirá para atingir os seus objetivos. Para traçá-lo é preciso analisar cenários e definir metas e ações para alcançar as mesmas.


Não se iluda! O Planejamento Estratégico é essencial para empresas de todos os tamanhos, seja ela pequena, média ou de grande porte. Ele é um conceito básico de gestão e administração empresarial, que permitirá chegar onde se deseja.


A realização do Planejamento Estratégico dentro do plano de negócios pode ser dividida em 5 partes, sendo elas:


  • Diagnóstico

O primeiro passo é entender como sua empresa se posiciona hoje em dia, e fazer uma análise SWOT, que nada mais é do que entender as forças, fraquezas, ameaças e oportunidades do seu negócio.


  • Filosofia e Diretrizes

O segundo passo é entender quais as filosofias da sua empresa (Visão, Missão e Valores), bem como construir um mapa com os objetivos estratégicos de sua organização.


  • Metas e Indicadores

Aqui, o importante é definir as metas do seu negócio, bem como os Indicadores que permitirão perceber que está alcançando seus objetivos.



  • Plano de ação

Na etapa do plano de ação, você irá traçar os projetos e processos que irão viabilizar o alcance dos seus objetivos estratégicos, com previsão, datas e responsáveis.


  • Controle e Gestão

Por último, você deve fazer o controle e a gestão de todas as atividades supracitadas, com reuniões de alinhamento e redefinição periódica da sua análise SWOT.


Agora que entendemos como traçar toda a ação da empresa para conquista de suas metas, pulamos para o Plano de Marketing, que será uma das armas mais fortes de seu negócio, e o fará alcançar campanhas rentáveis e com boas conversões.



PLANO DE MARKETING DENTRO DO PLANO DE NEGÓCIOS


Dentro do Plano de Negócios, o Plano de Marketing irá servir como uma ferramenta para alinhar as atividades de marketing da empresa com a missão da marca. Em outras palavras, irá pautar as atividades do setor por um determinado período de tempo.


No Plano de Marketing dentro do plano de negócios estão presentes indicadores, análises, dados estatísticos, pesquisas de mercado, objetivos e toda informação que possa ser válida para traçar o caminho estratégico da organização.


Ele pode ser dividido em três etapas, sendo elas:


  • Planejamento

No Planejamento, a análise SWOT estará muito presente, pois você precisará entender a sua situação e de seus concorrentes para planejar suas ações. Essa etapa é a mais importante, pois servirá de base para as duas fases seguintes, logo, quanto mais detalhado o estudo, melhor. Um bom planejamento deve contar com os seguintes itens:


  • Sumário executivo;

  • Avaliação do cenário;

  • Definição do público-alvo das ações;

  • Posicionamento no mercado e atuação da marca;

  • Classificação de objetivos e estratégias.


  • Implementação

A implementação é a etapa de tirar as ideias do papel e garantir a aplicação prática das mesmas, o que deverá ser cumprido sem problemas, caso o planejamento tenha sido bem feito.


Uma boa metodologia para essa etapa é a 5W2H (que em portugês significa o quê, quem, quando, onde, como e quanto), perguntas que deverão ser direcionadas para seu negócio específico, logo, o que é seu produto, para quem o vende, quando é a melhor época, onde vender e por aí vai.



  • Avaliação

Apesar de parecer que a avaliação é feita apenas na etapa final do Plano de Marketing, ela deve ser feita durante todo o processo, para que possa ajustar e alinhar as necessidades da empresa com as ações realizadas.


Um dos mais famosos indicadores de avaliação é o ROI (que significa Retorno Sobre Investimento), onde você analisa a taxa de retorno sobre o investimento feito em uma campanha.



PLANEJAMENTO ADMINISTRATIVO DENTRO DO PLANO DE NEGÓCIOS


Como o nome já fala, o planejamento administrativo dentro do plano de negócios é responsável por administrar a agenda organizacional, conciliando-a com os demais planejamentos da marca. Para isso, é importante ter uma equipe focada e completa, que abrace todos os segmentos da empresa.


Durante o período contemplado no Plano de Marketing, várias atividades deverão ser realizadas detalhadamente para aumentar a eficiência das campanhas, e quando se divide essa tarefa em várias atividades menores, o controle e execução ficam mais fáceis.


As revisões periódicas no planejamento administrativo também são de suma importância, pois, como falado anteriormente, durante o ano várias diretrizes devem ser alinhadas e reestruturadas, de acordo com o movimento de mercado.


Resumidamente, para ter um bom planejamento administrativo faça as seguintes atividades:

  • No planejamento, reúna toda sua equipe que será impactada;

  • Crie demandas individuais de acordo com o calendário de marketing;

  • Defina prazos, metas e as acompanhe;

  • Coloque todas informações em um documento de fácil acesso para a equipe;

  • Revise o Plano periodicamente.


ESTUDO DE VIABILIDADE FINANCEIRA DENTRO DO PLANO DE NEGÓCIOS


Como já se sabe, para se ter qualquer retorno é muito importante que se tenha um investimento, e em alguns casos esse investimento pode ser considerável.


Por esses motivos, o estudo de viabilidade financeira é essencial para o Plano de Negócios, afinal, é importante saber se seu negócio é viável ou não antes de começar.


Nessa etapa, tudo que envolve o investimento necessário para o projeto deve ser considerado, como o capital, a receita, as despesas, o rendimento e o desembolso. Lembrar de todas as etapas é indispensável para o bom andamento da empresa.


Para facilitar a identificação, dividiremos em quatro etapas o estudo de viabilidade financeira.


  • Receitas, custos, despesas e investimento

Projete todos os possíveis gastos da empresa para começar. Essa etapa é importante para ver se o investidor terá lucro com o passar do tempo.


Mas lembre-se! Para projetar corretamente os gastos, é necessário analisar tanto a empresa em questão, quanto o mercado em que ela está inserida, conforme explicamos acima. Observe a sazonalidade do setor, a economia e o segmento de ação da marca em todos os momentos de planejamento.


  • Fluxo de caixa

É importante já ter estimativas de fluxos de caixa futuros, levando em consideração toda possível entrada e saída de dinheiro da empresa, afinal, uma empresa que gasta mais do que recebe não conseguirá se manter com o tempo.


  • Indicadores

Analise os indicadores financeiros e econômicos da empresa e do mercado. Nesta parte, será analisada a expectativa de lucros, período de recuperação de investimentos, rentabilidade, etc.


  • Imprevistos

Considere todos os possíveis imprevistos que podem ser encontrados no caminho, afinal, sabemos que, principalmente no mercado nacional, não temos a certeza de que imprevistos não acontecerão, ainda mais em tempos pós COVID-19.



CONCLUSÃO


Agora que já sabe como montar o Plano de Negócios, basta colocar em ação e garantir boas práticas comerciais e rentabilidade financeira para sua marca.

Todas as etapas na construção do Plano tem sua importância, e não devem ser desconsideradas.


Vale lembrar que uma etapa complementa a outra, e que sem uma delas é impossível que todas fiquem completas. Entender os riscos e as oportunidades de um projeto, antes mesmo dele acontecer, irá te prevenir de ter custos desnecessários e tempo perdido.






15 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo