• Joana Bicalho

Assessoria de comunicação em redes sociais

Em tempos onde as redes sociais assumiram protagonismo em nossas vidas, essas redes se transformaram em um dos principais veículos de comunicação, e isso faz com que tudo que envolve esse universo seja modificado, desde a maneira que consumimos entretenimento até o tipo de comunicação produzido e o tipo de assessoria de comunicação.



Tendo em vista o imediatismo que as redes sociais nos trouxeram, precisamos ter em mente que a assessoria de comunicação também precisou passar por reformulação de processos e adoção de novas atitudes para conseguir acompanhar as demandas de seus clientes. Assim, é papel do assessor se manter atualizado e ágil diante dos seus públicos.


Mas primeiro precisamos entender precisamente o que é a assessoria de comunicação, como ela se dá e quais as alterações que a chegada das redes sociais causaram na prática.


O QUE É ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO


Ao contrário do que muitos pensam, a assessoria de comunicação é diferente da assessoria de imprensa. Na assessoria de comunicação a equipe é formada por publicitários, profissionais do marketing, jornalistas e profissionais de relações públicas.


Entende-se que o trabalho é muito mais complexo do que aquele realizado na assessoria de imprensa, pois, além de conhecer profundamente o cliente e o produto, a equipe da assessoria deve fazer o trabalho tradicional que é realizado pela assessoria de imprensa, mas também apresentar soluções para os pontos fracos e desafios da empresa.


A equipe deve fazer a ponte entre o cliente e a mídia, servindo de facilitador através da explicação e divulgação dos acontecimentos.


COMO A ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO SE DÁ EM TEMPOS DE REDES SOCIAIS


Como já começamos a explicar, com o advento das redes sociais muita coisa se modificou no mundo da comunicação, e no mundo da assessoria não poderia ser diferente.


Hoje, percebemos que existem milhares de produtores de conteúdo midiático, e com o imediatismo da internet e a velocidade de propagação somos bombardeados de notícias o tempo todo, e isso nos faz perceber que é preciso rever as atitudes de Imprensa e dos profissionais de Assessoria, que costumavam ser um dos únicos canais de informação para o público geral.

O primeiro passo é entender tamanha relevância do meio para o público, e uma vez que entendido isso, é importante passar a exercer uma presença online, estando a vista de seu target o tempo todo. Vale lembrar que cada rede tem uma função própria e servirá para objetivos específicos a depender da estratégia. De maneira simplificada, podemos definir as funções das plataformas digitais da seguinte forma:


Instagram - encantar;

Facebook - engajar;

Twitter - informar/ entreter;

LinkedIn - network e falas corporativas.


Logo, no Instagram a construção é feita em cima de imagens que prendem a atenção dos usuários. As cores utilizadas, tipo de vídeo, ícones utilizados, tudo isso é pensado minuciosamente para encantar e prender o cliente.


No Facebook o tipo de conteúdo é voltado para a interação do público, engajando e mostrando suas causas.


Já no Twitter a abordagem é em tom leve, porém trazendo informações pertinentes para o cliente.


Por último, no LinkedIn a abordagem é mais institucional, mostrando suas conquistas e almejos profissionais, apresentando sua equipe, seus valores profissionais, entre outros.


Vale lembrar que nas redes sociais, é de suma importância ser feita a divulgação de informações que já foram veiculadas em outras mídias, como jornais, revistas, sites, cinemas, OOH, etc.


Agora que foi mostrado para que serve cada rede e a importância da assessoria de imprensa em todas elas, basta aprender quais são os tipos de mídia nas redes sociais.


TIPOS DE MÍDIA EM REDES SOCIAIS


Por último, precisamos entender quais são os quatro tipos de mídia disponíveis para o negócio, sendo elas: a espontânea, a paga, a própria e a social. Para entender a fundo as possibilidades, iremos destrinchar o que compõe cada uma e suas características. Vamos lá!

  • MÍDIA ESPONTÂNEA


A mídia espontânea é toda mídia conquistada em veículos ou canais sem que haja uma troca financeira, logo, é aquela que divulga seu produto ou serviço simplesmente por se encaixar na pauta dos veículos.


Para conquistá-la é necessário ter um bom relacionamento duradouro com estes canais/veículos, além de oferecer produtos relevantes, personalizados e únicos.



  • MÍDIA PAGA


Como o próprio nome já diz, esta é a mídia em que você paga para ser divulgado. Ela é essencial para vários tipos de negócio, porém, deve ser comprada de acordo com o planejamento estratégico e em sintonia com as demais mídias.



  • MÍDIA PRÓPRIA


Essa é a mídia que deve ser mais valorizada dentro de seu planejamento, é aqui onde sua marca firmará sua presença online para se tornar referência no segmento e consequentemente uma empresa Top Of Mind.



  • MÍDIA SOCIAL


No âmbito das redes sociais ela é o carro chefe, permitindo que o usuário interaja e compartilhe seu conteúdo.


É importante ressaltar que para ser de fato efetiva, é necessário criar um conteúdo realmente relevante para seu público alvo, usando estratégias de engajamento, afinal, esse é o tipo de mídia que irá proporcionar uma grande possibilidade de conexão com seu target.







7 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo